Embaixada de Portugal no Chile

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I.P

O Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I. P., abreviadamente designado por Camões, I. P., é um instituto público, integrado na administração indireta do Estado Português, dotado de autonomia administrativa, financeira e património próprio, que prossegue atribuições do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) sob superintendência e tutela do respetivo ministro.

O Camões, I. P., tem por missão propor e executar a política de cooperação portuguesa e coordenar as atividades de cooperação desenvolvidas por outras entidades públicas que participem na execução daquela política e ainda propor e executar a política de ensino e divulgação da língua e cultura portuguesas no estrangeiro, assegurar a presença de leitores de português nas universidades estrangeiras e gerir a rede de ensino de português no estrangeiro a nível básico e secundário.

São atribuições do Camões, I. P., no domínio da promoção externa da língua e cultura portuguesas:

  • Assegurar a representação do País na negociação de acordos culturais e respetivos programas de cooperação, coordenando a participação dos departamentos do Estado com atribuições nos domínios da cultura, educação, ensino superior, juventude, desporto e comunicação social;
  • Estabelecer programas de apoio à criação de cátedras e de departamentos de português ou estruturas equivalentes em universidades estrangeiras e escolas e à contratação local de docentes;
  • Promover, coordenar e desenvolver a realização de cursos de língua portuguesa e outros conteúdos culturais, quer em sistema presencial, quer por recurso a tecnologias de informação e comunicação;
  • Desenvolver, em cooperação com universidades portuguesas ou estrangeiras, sistemas de avaliação e certificação de competências pedagógico-didáticas para o ensino e ou aprendizagem do português e de competências comunicativas em português;
  • Estabelecer parcerias e apoiar a realização de estudos e trabalhos de investigação sobre a presença e estatuto da língua e cultura portuguesas, designadamente na perspetiva da sua difusão internacional;
  • Conceber, promover, propor, apoiar e executar a produção de obras e projetos de divulgação da língua e da cultura portuguesas no estrangeiro;
  • Estimular, apoiar e promover ações que favoreçam a divulgação e o intercâmbio internacional das formas de expressão artística, designadamente nas grandes mostras e eventos internacionais;
  • Estabelecer as linhas de orientação e as áreas prioritárias de intervenção dos centros culturais portugueses no estrangeiro, bem como propor a sua criação;
  • Conceder bolsas, subsídios ou outros apoios decorrentes de acordos culturais ou programas de difusão da língua e da cultura portuguesas, em conformidade com o regulamento interno;
  • Coordenar a atividade dos leitorados de língua e cultura portuguesas;
  • Desenvolver e coordenar a atividade de formação de professores nas áreas da língua e cultura portuguesas;
  • Desenvolver os mecanismos necessários para a consolidação da rede de docência junto de instituições de ensino estrangeiras, nomeadamente através da criação de centros de língua portuguesa;
  • Promover a celebração e acompanhar a execução de acordos de cooperação cultural;
  • Editar materiais de divulgação da língua e cultura portuguesas em distintos suportes;
  • Coordenar a atividade dos docentes de língua e cultura portuguesas no estrangeiro e promover a interação entre os vários níveis e modalidades de ensino;
  • Assegurar a qualidade do ensino da língua e cultura portuguesas no estrangeiro, mediante o necessário apoio científico e pedagógico;
  • Fomentar o ensino do português como língua não materna e estrangeira nos curricula e sistemas de ensino, designadamente em países com comunidades de língua portuguesa.

Sítio oficial:  http://www.instituto-camoes.pt

O leitorado do Instituto Camões no Chile – áreas de atuação:

Ensino de Português Língua Estrangeira e Cultura Portuguesa

UNIVERSIDADE DE SANTIAGO DO CHILE (USACH)

O Leitorado do Instituto Camões está presente,  na UNIVERSIDADE DE SANTIAGO DO CHILE (USACH) desde o ano 2000. O Leitorado está presente na Licenciatura em Linguística Aplicada à Tradução, correspondente a cinco anos de estudo. Nos dois primeiros anos da licenciatura, os alunos trabalham com o inglês, o português e o japonês. No segundo ano, têm a possibillidade de optar pelo português como menção específica. Ao longo do seu percurso académico, os alunos aprendem Português Língua Estrangeira nas suas variantes Português Europeu e Português do Brasil. Além de cadeiras de linguística e tradução, os alunos dispõem ainda de disciplinas sobre cultura de língua portuguesa. 

Mais informações em: http://www.admision.usach.cl/carreras/licenciatura-en-linguistica-aplicada-la-traduccion-en-ingles-japones-e-ingles-portugues

UNIVERSIDADE DO CHILE (UCHILE)

Em dezembro de 2007, estabeleceu-se um protocolo entre o Instituto Camões I.P. e a UNIVERSIDADE DO CHILE (UCHILE), na Faculdade de Filosofia e Humanidades, Departamento de Linguística. Nesta faculdade, ensina-se o Idioma Português (I, II, III e IV) como disciplina opcional. Alunos de licenciaturas diversas e de anos distintos podem frequentar essas aulas. A variante lecionada é Português  Europeu.

Mais informações em: www.uchile.cl

Embaixada de Portugal no Chile e Leitorado do Instituto Camões: atividades de difusão e promoção da cultura de língua portuguesa no Chile

O leitorado do Instituto Camões e a Embaixada de Portugal no Chile, anualmente,  estabelecem um plano de atividades culturais com o objetivo de difundir a língua e cultura de língua portuguesa no Chile. Cada plano de atividades culturais abrange áreas como ensino e investigação sobre Português e cultura de língua portuguesa, literatura de Portugal e literatura lusófona, cinema, fotografia, teatro, pintura e música de autores portugueses.  Áreas como arquitetura e design são também consideradas, no âmbito da difusão da cultura portuguesa. Pretende-se, desta forma, dar a conhecer, simultaneamente, referências de obras e autores incontornáveis na afirmação da cultura portuguesa, assim como o panorama atual artístico português no seu ímpeto de perpetuação de traços fundadores, na sua variedade  histórica , na multiplicidade das suas linguagens artísticas e na sua dinâmica de renovação.

De assinalar também que as relações históricas e culturais existentes entre Portugal e Chile funcionam também como vetor importante no delinear de cada plano de atividades culturais.

Poderá encontrar notícias atualizadas sobre língua e cultura portuguesa na nossa página facebook facebook 24x24

A Leitora

Vera

Vera Fonseca é doutorada em Estudos de Género e Estudos Visuais pela Faculdade de Letras da Universidade de Utreque, Países Baixos, com uma tese, por publicar, sobre a obra da pintora portuguesa Paula Rego. A sua licenciatura  realizou-se em Estudos Clássicos na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Após a sua licenciatura, concluiu o Ramo de Formação Educacional , o qual integrou um ano curricular e um ano de estágio. para o Ensino de Português e Latim nesta mesma instituição.

É leitora do Instituto Camões no Chile desde Setembro de 2014. Aqui leciona cursos de Português Língua Estrangeira e Cultura Portuguesa na Universidade de Santiago do Chile e na Universidade do Chile. É responsável pela supervisão da atividade da bolseira Fernão Mendes Pintos, nomeadamente do curso de Português Língua Estrangeira lecionado na Biblioteca de Santiago.

Além da componente letiva, é responsável pelo plano de atividades culturais do leitorado e desenvolve atividade na Embaixada de Portugal no Chile prestando apoio à organização de atividades culturais desta representação diplomática.

Anteriormente (de 2005 a 2008) havia sido leitora do Instituto Camões em Utreque, Países Baixos, no Departamento de Estudos Portugueses.

A bolseira Fernão Mendes Pinto

gladys

Gladys Cabezas Pavez, é Tradutora e Licenciada em Linguística Aplicada, da Universidad de Santiago de Chile. Além da tradução, possui experiência na docência de cursos de idiomas para estrangeiros.

 

Questões frequentes:

- Como posso apresentar uma proposta de atividade cultural ao leitorado do Instituto Camões e ∕ou à Embaixada de Portugal no Chile?

O leitorado do Instituto Camões e  a Embaixada de Portugal no Chile estabelecem anualmente um plano de atividades culturais destinado a difundir a língua e cultura portuguesas no Chile. O processo de estabelecimento de propostas para cada plano de atividades, o qual será submetido para aprovação, termina em Dezembro para atividades a realizar no ano seguinte.

O leitorado do Instituto Camões e  a Embaixada de Portugal no Chile poderão, por conseguinte, receber apenas propostas até 1 de dezembro para serem realizadas no ano seguinte.  De referir que as propostas apresentadas e recebidas atempadamente não garantem, per se, aprovação e consequente realização das mesmas.

Todas as propostas apresentadas após esta data (1 de dezembro)  terão de ser recebidas como propostas para o segundo ano após essa data (isto é, para uma proposta apresentada, por exemplo, a 10 de dezembro de 2015, a mesma poderá apenas será tomada como proposta de atividade a realizar em 2017).

Para submissão de uma proposta, convidamos os interessados a preencher o formulário disponível aqui e enviar-nos para ic.embportugal@gmail.com indicando no assunto "Proposta de atividade cultural-Chile".

Pode ainda ser útil a consulta dos seguintes documentos:

Lista dos principais museus de Santiago

Lista de museus pelo Chile fora

Lista de festivais culturais

Lista dos principais centros culturais

 - O leitorado do Instituto Camões e/ou a Embaixada de Portugal oferecem cursos de Português Língua Estrangeira?

Além das aulas de PLE na USACH e UCHILE para os alunos destas instituições, o leitorado e a Embaixada oferecem aulas de PLE na Biblioteca de Santiago. Estas aulas, gratuitas, funcionam em horário pós-laboral.

Datas e níveis:

Para o primeiro semestre de 2015, de Abril a Julho, realizar-se-ão dois cursos de nível A1.

Os níveis seguem o Quadro Europeu Comum de Referência, o qual  identifica:

A1 – Iniciação

A2 – Iniciação - elementar

B1 – Intermédio - limiar

B2 – Intermédio - vantagem

C1 – Avançado - autonomia

C2 – Avançado – mestria

Os dois cursos terão início em Abril e terminarão em Julho. O horário será divulgado em Março.

 

Inscrições:

 1          O número mínimo de participantes para cada curso é de 10 alunos e o número máximo de 30 alunos;

2          As inscrições realizam-se por email;

3          Em Março é enviado um email a todos os contatos da mailing list do leitorado para que, caso estejam interessados no curso de PLE, nos enviem a ficha de inscrição devidamente preenchida (em resposta ao email recebido) até data a indicar;

4           Solicita-se, a par da ficha de inscrição, o envio d e um pequeno texto a justificar o interesse no curso de PLE (este deve incluir-se no corpo do email).

 

Seleção:

5          O número de inscrições disponíveis é limitado e, por conseguinte, o processo de seleção é feito exclusivamente por ordem de resposta;

6          Todos os interessados receberão uma resposta relativamente ao resultado do processo de seleção;

7          A confirmação de participação dos selecionados será enviada por email, sendo que se  solicita  que tragam na primeira aula uma cópia de documento de identificação e uma cópia da ficha de inscrição.

Docente:

Bolseira do Camões, Gladys Cabezas Pavez, Tradutora e Licenciada em Linguística Aplicada, da Universidad de Santiago de Chile.

Contato: ic.embaixadachile.ple@gmail.com

- Como posso obter  um certificado oficial de proficiência  em Português Língua Estrangeira?

Não existe atualmente no Chile um CAPLE (Centro de Avaliação de Português Língua Estrangeira) que permita realizar um exame oficial de PLE e obter o respetivo certificado de nível. Uma listagem dos centros CAPLE poderá ser encontrada em http://caple.letras.ulisboa.pt/centers/index

O CAPLE mais próximo fica na cidade de Buenos Aires, Argentina:

 http://caple.letras.ulisboa.pt/centers/view/1004

Na Embaixada de Portugal em Santiago apenas se realizam Exames de Nacionalidade, os quais se destinam exclusivamente a quem quiser obter nacionalidade portuguesa.

Outra possibilidade é realizar o exame através do Centro Cultural Brasil-Chile (variante Português do Brasil e associado à Embaixada do Brasil), o qual se realiza duas vezes por ano. 

-  Como e onde posso estudar numa universidade portuguesa?

Para informações sobre bolsas e apoios concedidos por instituições portugueses,  descarregar o documento: "IC Chile-Base de dados para Bolsas e Apoios"

Algumas universidades de referência:

UNIVERSIDADE DE COIMBRA

A história da Universidade de Coimbra remonta ao século seguinte ao da própria fundação da nação portuguesa, dado que a Universidade foi criada no século XIII, em 1290. Antes, porém, em 1288, foi elaborada uma Súplica ao Papa Nicolau IV (de que só se conhece o traslado) datada de 17 de Novembro de 1288 e assinada pelos abades dos Mosteiros de Alcobaça, Santa Cruz de Coimbra e S Vicente de Lisboa e pelos superiores de 24 igrejas e conventos do Reino.

Com mais de sete séculos, a Universidade de Coimbra conta com um património material e imaterial único, peça fundamental na história da cultura científica europeia e mundial. Um património que a UC candidatou a Património Mundial da UNESCO.

www.uc.pt

UNIVERSIDADE DE ÉVORA

A Universidade de Évora foi a segunda universidade a ser fundada em Portugal. Após a fundação da Universidade de Coimbra, em 1537, fez-se sentir a necessidade de uma outra universidade que servisse o sul do país. Évora, metrópole eclesiástica e residência temporária da Corte, surgiu desde logo como a cidade mais indicada. Ainda que a ideia original de criação da segunda universidade do Reino, tenha pertencido a D. João III, coube ao Cardeal D. Henrique a sua concretização. Interessado nas questões de ensino, começou por fundar o Colégio do Espírito Santo, confiando-o à então recentemente fundada Companhia de Jesus. Ainda as obras do edifício decorriam e já o Cardeal solicitava de Roma a transformação do Colégio em Universidade plena. Com a anuência do Papa Paulo IV, expressa na bula Cum a nobis de Abril de 1559, foi criada a nova Universidade, com direito a lecionar todas as matérias, exceto a Medicina, o Direito Civil e a parte contenciosa do Direito Canónico.

http://www.uevora.pt/conhecer/a_universidade

UNIVERSIDADE DE LISBOA

A Universidade de Lisboa (ULisboa) é a sucessora das anteriores Universidade Técnica de Lisboa e Universidade de Lisboa resultando do processo de fusão entre as duas instituições.Este projeto culmina na vontade de juntar, numa mesma instituição, as diversas áreas do conhecimento, criando desta forma as melhores condições para acompanhar a evolução contemporânea da ciência, tecnologia, artes e das humanidades.

Falar da ULisboa é falar da cidade de Lisboa. Foi, com efeito, em Lisboa que em 1288 nasceu a primeira Universidade portuguesa, transferida mais tarde, no ano de 1537, para Coimbra.A partir do final do século XVIII, os estudos superiores foram restabelecidos na capital, através de Cursos, Escolas e Institutos que, em 1911 e em 1930, se congregaram na Universidade de Lisboa e na Universidade Técnica de Lisboa.

A ULisboa, agora criada, continua uma história com mais de sete séculos.

http://www.ulisboa.pt/

UNIVERSIDADE DO MINHO

A Universidade do Minho (UM) foi criada em 1973, tendo iniciado a sua atividade letiva no ano letivo de 1975/76. A UM está implantada nas cidades de Braga e de Guimarães, em dois campos universitários. A Universidade do Minho está actualmente entre as mais prestigiadas instituições de ensino superior do país, tendo também vindo a afirmar-se progressivamente  no panorama internacional. 

http://www.uminho.pt/

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

Fundada em 1973, a NOVA é a mais recente universidade pública da área metropolitana de Lisboa tendo Unidades de Ensino em Lisboa, Almada, Oeiras e, brevemente, em Cascais.

A Universidade NOVA de Lisboa aparece destacada no ranking QS Top 50 under 50 2014, sendo a única instituição Portuguesa a figurar na lista onde ocupa a 36.ª posição o que representa uma subida de 10 lugares face ao ranking de 2013. 

Este ranking - um dos mais importantes para Universidades mundiais com menos de 50 anos – recorre ao conhecido e famoso QS World University Rankings onde a Universidade NOVA aparecia já em destaque entre as Universidades Portuguesas, nomeadamente na reputação entre empregadores, o rácio professor-aluno e corpo de docente internacional.

http://www.unl.pt/

UNIVERSIDADE DO PORTO

A Universidade do Porto é constituída formalmente em 22 de Março de 1911, logo após a implantação da República em Portugal. As suas raízes, contudo, remontam a 1762, com a criação da Aula de Náutica por D José I. A Universidade do Porto é uma das maiores instituições de ensino e investigação científica de Portugal e uma das 100 melhores universidades da Europa.Mais de 31.000 estudantes, 2.300 professores e investigadores e 1.600 funcionários não docentes frequentam as suas 15 escolas e 60 unidades de investigação, distribuídas por três polos universitários localizados na cidade do Porto.

www.up.pt/

 

Ranking:

De acordo com o U-Multirank, ranking universitário mundial da  Comissão Europeia lançado em maio de 2014, num panorama de 850 instituições do ensino superior de 70 países, as universidades portuguesas que obtiveram uma melhor classificação foram

a Universidade Nova de Lisboa, a Universidade de Coimbra e a Universidade do Porto.

Neste ranking o desempenho das instituições é avaliado a cinco níveis distintos: ensino e aprendizagem, orientação internacional, transferência de conhecimento, participação a nível regional e investigação. As classificações vão desde muito bom (A) a fraco (E).

http://universidades-ibero-americanas.universia.net/portugal/

http://www.umultirank.org/#!/home?trackType=home§ion=

 

Contatos:

Para envio de propostas culturais: ic.embportugal@gmail.com

Para mailing list do leitorado: ic.embportugal@gmail.com

Para informações sobre cursos de PLE: ic.embaixadachile.ple@gmail.com

Leitora do Instituto Camões: Vera.Fonseca@camoes.mne.pt

 

Curiosidades: Sabia que?

. . . . . . o ilustre poeta Luis Vaz de Camões  (1524-1580) nasceu em Coimbra ou Lisboa (a sua origem exata é incerta) e celebrizou-se como autor do poema épico Os Lusíadas (1572), tornando-se uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa e um dos grandes poetas do Ocidente. Viveu uma parte da sua vida no Oriente, tendo aqui experimentado um acontecimento célebre: o navio em que viajava de Macau naufragou perto da costa do Cambodja, junto à foz do rio Mekong. É aqui que se dá o célebre episódio do salvamento d’Os Lusíadas, referido no Cântico X, estrofe 128.

Os Lusíadas fundem elementos épicos e líricos e sintetizam as principais marcas do Renascimento português: o humanismo e as expedições ultramarinas. Tomando os modelos da epopeia clássica como A Eneida de Virgílio e a Odisseia de Homero, Camões narra fatos heróicos da história de Portugal, em particular a descoberta do caminho marítimo para as Índias por Vasco da Gama, combinando-os com episódios líricos e a voz do próprio poeta. Viagem, história e mitologia estão, pois, entrelaçados neste monumento literário.

. . . o aventureiro escritor Fernão Mendes Pinto (1510 -1583) percorreu o Oriente, interdito aos ocidentais até aí. De regresso, contou as suas aventuras, num relato que muitos consideraram fantasia. Hoje é consensual o valor histórico e literário do testemunho desta Peregrinação.No livro, o autor narra a sua vida, de aventuras e desventuras, e as suas viagens pelo Oriente  ao longo de 21 anos, em relatos  com descrições muito pormenorizadas dos povos, das línguas e das terras por onde passou e onde revela admiração e fascínio pela grandiosidade dessas civilizações.

No Ocidente da época ninguém acreditava que o Oriente fosse assim tão rico e tão diferente quanto a tradições culturais. O autor é acusado por muitos de exagero, tendo ficado célebre o dito popular «Fernão, Mentes? Minto!». Contudo, é hoje indiscutível o valor do seu testemunho, escrito com elementos verídicos e de ficção.

 

Links úteis:

-Temas de língua e cultura de língua portuguesa:

http://cvc.instituto-camoes.pt/

http://ensina.rtp.pt/

http://alfarrabio.di.uminho.pt/vercial/

 

-Imprensa online:

www.publico.pt

www.expresso.sapo.pt

www.dn.pt

www.tsf.pt (radio)

www.rtp.pt (televisão)

 

- Dicionários e ferramentas online:

www.priberam.pt/DLPO/