Nos últimos dias têm tido lugar em Santiago e noutras cidades chilenas protestos e manifestações, por vezes sem pré-aviso, que em muitos casos resultaram em violência e vandalismo, incluindo saques e fogo posto, e em grandes perturbações nos transportes.  As autoridades têm utilizado canhões de água e gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes.   

O governo decretou o estado de emergência em Santiago e noutras cidades do país e o recolher obrigatório foi imposto em várias regiões, incluindo Santiago, em determinados períodos da noite, assegurado pela polícia e pelo exército. 

Recomenda-se a todos os viajantes no Chile que se mantenham vigilantes e informados, mantenham contacto com a Embaixada, inclusivamente através do facebook, e observem as instruções das autoridades, em particular no que respeita ao recolher obrigatório. Devem ser evitados ajuntamentos e manifestações.

As operações no aeroporto de Santiago sofreram perturbações, com muitos voos domésticos e internacionais atrasados ou cancelados, mas hoje, dia 22 de Outubro, a situação está quase normalizada. Em todo o caso, antes de viajar é aconselhável contactar a respectiva companhia aérea ou agência de viagens.

  • Partilhe