Embaixada de Portugal no Chile

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Dados gerais

Informação Geral

Bandera de Tailandia

Designação oficial
República do Chile
Capital e sede do Governo
Santiago do Chile
Chefe de Estado
Michelle Bachelet Jeria
Sistema político
República presidencialista
Área
756,096 km²
População
16 634 603 hab. (Censo 2012)
Densidade demográfica
22 hab./km²
Religião predominante
Católica
Língua oficial
Espanhol
Moeda
          Peso chileno (CLP)
PIB (nominal)
          264.065 milhões USD em 2014 (estimado) (Fonte FMI)
PIB per capita (PPC)
          23.165 USD em 2014 (estimado) (Fonte FMI)
 

Conselhos aos Viajantes

Consulte aqui os Conselhos aos Viajantes.

Cultura no Chile (principais instituições e eventos culturais no Chile)

Consulte aqui uma lista dos principais museus de Santiago.

Consulte aqui uma lista de museus pelo Chile fora.

Consulte aqui uma lista de festivais culturais. 

Consulte aqui uma lista com os principais centros culturais.

Recomendações em caso de actividade sísmica

Consulte aqui informação sobre o que é um sismo e o que fazer antes e depois de uma ocorrência. 

Economia

O Chile é um dos países da América Latina mais estáveis e prósperos. Tem boas condições em termos de desenvolvimento humano, competitividade, qualidade de vida, estabilidade política, globalização, liberdade económica, baixa perceção de corrupção e índices comparativamente baixos de pobreza, ainda que exista um alto nível de desigualdade de rendimentos. Em maio de 2010, o Chile tornou-se o primeiro país sul-americano a aderir à OCDE. É um dos membros fundadores das Nações Unidas, da União de Nações Sul-Americanas e da Aliança do Pacífico.
 
Consulte aqui a edição dedicada ao Chile da Revista PortugalGlobal da AICEP (Julho de 2014)

E aqui a Ficha de Mercado do Chile (Março de 2013)

Algumas referências históricas sobre o Chile

Antes da chegada dos espanhóis ao Chile, ocupavam o território nacional os mapuche, huilliche, aimaras, selknam, rapanui, entre outros povos. 

No ano 1520, Fernão de Magalhães, navegador português ao serviço da Coroa espanhola, descobriu o território austral chileno (Patagónia e Terra do Fogo) na sua expedição pelo mar e, alguns anos depois, o espanhol Diego de Almagro tentou, sem sucesso, fazer o mesmo por terra.

No dia 12 de fevereiro de 1541, Pedro de Valdivia fundou a capital do Chile, Santiago, originalmente sob o nome de Santiago da Nova Extremadura.

Mais de 200 anos depois, no dia 18 de setembro de 1810, depois da invasão de Napoleão a Espanha, formou-se a Primeira Junta Nacional de Gobierno (Primeira Assembleia Nacional de Governo), o que constituiu o primeiro passo para a emancipação do país. A independência do Chile foi proclamada em 1818, tendo Portugal sido o primeiro país em reconhecer o Chile como República independente.

Seguiu-se um intenso período de reformas e processos com o objectivo de organizar o país (proclamação da primeira Constituição, abolição da escravatura) e de definir as fronteiras, nomeadamente a norte com o Peru e a Bolívia. 

Depois de muitos anos, em 1970, foi eleito como Presidente da República uma das figuras mais conhecidas da História do Chile, Salvador Allende. Três anos depois, no dia 11 de Seetembro de 1973, morreu no golpe de Estado levado a cabo pelo General Pinochet que, durante 17 anos, esteve à frente de uma severa ditadura militar.

Desde 1990 que o Chile voltou a ser uma democracia, uma das mais estáveis na América Latina.